quinta-feira, 16 de março de 2006

Comemoração dos 25 anos da APEFBraga

Braga, 15 de Março de 2006



Caro Associado:


Começamos por te enviar as mais calorosas saudações associativas!

Como deves saber, em 2007, a nossa Associação comemora os seus 25 anos de existência! É uma efeméride importante, para a qual, queremos chamar a tua atenção!
Primeiro, pelo passado da APEFB e por aquilo que ela representa para nós! Constituí-la, naquela época, foi um gesto de irreverência, um acto de liberdade e de companheirismo, pioneiro e gerador de um movimento associativo de professores à escala nacional, o qual, por sua vez, foi protagonista nas grandes mudanças da Educação Física acontecidas nos últimos 25 anos.
Assim, pensamos que este momento é um marco de grande simbolismo, do qual nos devemos orgulhar porque representa o esforço árduo e altruísta de levar os benefícios do associativismo a todos os colegas de profissão.
Por fim, porque cultivamos a convicção que os princípios que orientam o movimento associativo ainda são actuais, uma vez que persistem assimetrias e grandes dificuldades na profissão. Entendemos, pois, que a missão associativa ainda não está concluída.

Desde os primórdios da APEFB que houve dificuldades em divulgar o ideal associativo e cativar mais colegas para a partilha das tarefas que dele decorre. O trabalho do dia-a-dia na escola, no clube ou no ginásio, a indiferença e o alheamento em relação à vida associativa ou, mesmo, a vida familiar de cada um, foram sempre obstáculos terríveis que impediram melhores desenvolvimentos e melhores soluções associativas! Hoje, da mesma maneira que ontem, são enormes as dificuldades em cativar novos colegas para a vida associativa e é com grande pesar que constatamos a evidência da mesma atitude de acomodação!
Porventura a emissão da mensagem associativa não terá vindo a chegar da melhor forma aos destinatários. Provavelmente, as estratégias para cativar novos colegas não foram e não serão as mais adequadas! Embora sempre bem intencionado e preocupado com a causa associativa, não é difícil admitir que o trabalho da sua promoção nem sempre foi o mais profícuo e inovador e que se cometeram erros! Mas também não é difícil reconhecer que algo não está bem quando colegas de profissão, dos mais antigos aos mais recentes, sistematicamente, se alheiam e se tornam impermeáveis à mensagem associativa!
Por outro lado, também não basta sermos associados e participar numa actividade desportiva, recreativa, social ou cultural, promovida pela APEFB para pensarmos que a nossa participação na vida associativa se esgotou! Devemos ser mais exigentes! A participação de cada um na vida associativa pode ser mais ampla e mais desenvolvida! A começar pela disponibilidade para o exercício de outras tarefas, nomeadamente as de dirigente! Porque não?
Então, o que é que não funciona? Estatutariamente, a APEFB é uma organização de classe, que tem como objectivo fundamental a promoção científica, técnica e cultural dos seus associados. A APEFB foi pensada para ser um porto, uma âncora, um espaço e um palco!
· para assim, promover a inclusão de todos os diplomados de Educação Física que se sintam sensibilizados pelo projecto associativo;
· para assim, desenvolver a reflexão e o debate de ideias e de problemas comuns!
· para assim, lutar pela defesa indefectível dos valores que impregnam a cultura das actividades físicas!
Foi assim, com a dádiva de alguns e o empenhamento de muitos outros que, ao longo destes 25 anos, sobreviveu a nossa Associação!

Porém, 25 anos depois, após tantas conquistas e tanta evolução, olhamos à nossa volta e interrogamo-nos sobre o momento da Educação Física! Vemos inúmeros jovens licenciados com dificuldades de inserção no mercado de trabalho, seja nas escolas, nos clubes ou nos ginásios, trabalhando precariamente, explorados e mal remunerados, sem estabilidade e sem segurança no trabalho. Hoje, os problemas de há 25 anos mantêm-se, talvez até mais agravados pelas políticas liberais de desinvestimento na Educação! E sendo o panorama tão difícil, interrogamo-nos sobre as razões da aculturação associativa que, teimosamente, se mantém como “imagem de marca” duma grande maioria dos licenciados de Educação Física, que não reconhecem na APEFB a estrutura que, também, os pode ajudar!

Estamos a preparar as Comemorações dos 25 Anos da APEFB. Vamos fazer um programa que esteja de acordo com o ideário associativo, que atinja a profundeza das convicções e motivações profissionais de cada um, incomodando-o com o grito do nosso alerta e responsabilizando-o pela discussão e partilha dos problemas que dizem respeito a todos e a cada um em particular!
Assim, numa 1ª fase, pensamos alargar o debate preparatório das Comemorações dos 25 Anos a todos os associados que fizeram parte dos órgãos sociais da Associação para enriquecer a troca de ideias e, depois, se tomarem as melhores decisões. Em cima da mesa estarão todos os assuntos e todos os temas que se quiserem abordar:
· relacionados com o movimento associativo, as suas dificuldades de acção e, mesmo, de existência e sobrevivência;
· a “velha” temática da Educação Física nas escolas;
· os “ventos de mudança” em relação aos novos mercados de trabalho;
· as políticas educativas e as de formação dos professores (o Tratado de Bolonha, as notícias que nos chegam do ME sobre o futuro acesso à docência…);
· o estatuto profissional do professor de Educação Física, etc.

Mas, de facto, o grande objectivo desta carta é:

“Abalar contigo, provocar-te, tirar-te da modorra do sofá e trazer-te até nós para conversarmos! “

Estás convidado, insistente, convicta e dramaticamente convidado para compareceres no dia 9 de Maio às 21 Horas no Auditório Álvaro Carneiro da Escola Secundária de Alberto Sampaio - Braga.

Desculpa a extensão da carta, mas é por uma boa causa! Não basta que a leias! É imprescindível que a reflictas e que te disponibilizes a vires até nós. Ficamos a aguardar!

Um grande abraço! Renovamos as nossas saudações associativas,


O Presidente da Direcção

Mário Pereira

Nenhum comentário: