terça-feira, 25 de outubro de 2011

Obesidade, mudança de atitude


Ainda hoje estava a ouvir mais um alerta sobre a obesidade, como sempre falando dos malefícios dos excessos, concretamente, do sal, gorduras e açúcar e, falta acrescentar, do sedentarismo, digo eu.
Agora surgem livros com receitas para levar refeições para o trabalho, acho óptimo, o que não deixa de ser uma forma de alguém ganhar um dinheiro extra e os jornalistas fazem a promoção. No entanto, ainda não vi ninguém falar e alertar para os preços praticados pelas confeitarias no que diz respeito aos artigos que poderão fazer parte de um lanche ou petisco.
Se se derem ao trabalho de comparar os preços de um bolo (concentrado de açúcar e gordura) com um simples pão com queijo (bem mais saudável) irão com certeza ter uma surpresa. Num tempo em que tanto se apela à consciencialização relativamente ao que se come e aos consequentes gastos, acho incrível que de entre todas as associações, instituições e jornalistas ninguém tenha ainda feito alguma revindicação em relação aos preços praticados. Todos sabemos que se uma criança puder optar entre um doce ou um pão irá sem dúvida escolher o doce. Ora mesmo que os pais tentem incutir na criança o hábito de comer de forma mais saudável torna-se difícil, especialmente nos tempos que correm, pois na hora de escolher fica bem mais barato o doce do que o pão. Um doce custa cerca de 0,70€ (quando muito 0,80€), enquanto um simples pão com queijo atinge 1€ ou 1,10€.
O estranho é não vermos ninguém das ditas associações e plataformas contra a obesidade dizerem algo contra esta situação!

Contributo da professora Paula Cunha (Escola E.B. 2,3 dos Arcos de Valdevez)

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo...

Meu nome é Hiderson, sou professor de Ed. Física e estou trabalhando em um blog voltado para a educação física escolar. Gostaria de saber se vc tem interesse em fazer um parceria.
www.educacaofisica2.blogspot.com

meu email é: hiderson@yahoo.com.br

Pequi disse...

A obesidade é uma doença muito seria e temos que sempre aborda-la com as crianças.Adorei o seu blog